O dia foi de expectativa e comemoração para os alunos da rede estadual de ensino que tiveram bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Com a média do Enem, é possível concorrer a vagas em universidades públicas e particulares de todo o país ou até mesmo no exterior. A nota da redação varia de zero a 1.000 e, segundo o Inep, em 2019 somente 53 candidatos tiraram nota mil na redação em todo o Brasil.

Em Belém, a Escola Estadual Albanízia de Oliveira Lima, no bairro do Marco, está entre as unidades de ensino público com o melhor desempenho no Exame. Cerca de 280 alunos tiraram entre 700 a 980 pontos na prova e galgaram uma vaga no ensino superior.

Eliseu Dias/Ascom Seduc

Bianka Ferreira de Carvalho, 17, obteve a nota 980 em redação. A candidata sempre estudou em escola pública e cursou o terceiro ano na Escola Albanízia. Feliz com o desempenho, a aluna ainda está surpresa com a nota, mas já planeja cursar odontologia em 2020.

“Quando vi minha nota fiquei muito feliz e percebi que valeu a pena ter me dedicado a aprender fazer uma boa redação”, relatou. “Agradeço em especial, à professora Ione, que teve a paciência e soube transmitir seus ensinamentos, e a minha irmã Bruna que me ensinou a gostar de redação”, destaca.

Eliseu Dias/Ascom Seduc

Ione Franco é a professora de Língua Portuguesa e Redação da Escola Albanízia. Aplicou um método de ensinar usando a construção e reconstrução do texto. “No primeiro momento o aluno elabora a redação sem pesquisar e percebe que o texto não tem tanta informação a oferecer ao leitor quando. A partir de então, ele detecta que a leitura é fundamental pra convencer o leitor a respeito do tema que desenvolve”, detalha a professora.

Eliseu Dias/Ascom Seduc

A aluna Fernanda Santos, 17, captou as dicas da professora. Com nota de 980 na prova, ela conta que sempre foi de escola pública e reforçava os estudos em casa. “Agradeço a minha professora Ione Franco. Se não fosse ela, não teria alcançado o êxito que alcancei. Agradeço também aos meus pais e todos que me ajudaram. Pretendo cursar Direito e ser uma excelente advogada”, garante.

Eliseu Dias/Ascom Seduc

A escola também usou a solidariedade para ajudar na preparação dos candidatos. A aluna Samili Andrade, 17, teve a ideia de formar uma turma de seis alunos monitores para ajudar os demais colegas com dificuldade em redação. “Foi um baita desafio. Passamos noites e noites corrigindo textos, foi cansativo, mas aí está o resultado positivo”, comemora. Samili pretende ser jornalista e uma boa redatora.

Segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em 2019, 1.090 alunos de escolas estaduais ingressaram no ensino superior em todo o Estado. Este ano, somente a Escola Albanízia já aprovou 142 alunos em universidades privadas de Belém, 20 deles com nota 1000 na redação. O mesmo desempenho ocorre em centenas de escolas estaduais. No ano passado a Seduc reforçou a preparação para o Enem com aulas intensivas através do Projeto Dplay Pará, alcançando aproximadamente 5 mil estudantes. Este ano a meta da Secretaria é preparar os estudantes do 3º ano do ensino médio durante todo o calendário letivo.

Com a média do Enem, é possível concorrer a vagas em universidades públicas e particulares de todo o país ou até mesmo no exterior. Foto: Eliseu Dias/Ascom Seduc

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS