Foi detido,

nesta terça-feira (7), na cidade de Goiânia, em Goiás, o mandante do triplo homicídio que vitimou o sargento da Polícia Militar (PM) Rui Vilhena Gonçalves,um amigo dele e o sogro do policial no último domingo (5). A informação foi

confirmada pelo governador do Pará, Helder Barbalho, por meio das redes

sociais.Informo a todos que em menos de 48h a força-tarefa dos órgãos de segurança do Estado prendeu o mandante do triplo homicídio ocorrido no último domingo(5), no bairro da Cabanagem. O suspeito foi preso em Goiânia. Agradeço o apoio da Polícia Civil de Goiás que nos ajudou na missão.— Helder Barbalho (@helderbarbalho) January 7, 2020

Jorge Luiz

Miranda Pereira foi preso na casa dele, em Goiânia. A operação contou com o

apoio do Núcleo de Inteligência de Goiás e policiais civis do Pará que integram

a Força Nacional. As investigações para prender os outros envolvidos continuam.

Todos já foram identificados.

Comando-geral da PM afirma que sociedade paraense não verá mais 'olho por olho e dente por dente'

Conhecido

como "Nena", Jorge Luiz, estava foragido do sistema penal paraense e

participou ativamente no planejamento para a execução de atentados contra

outros agentes de Segurança Pública do Estado do Pará e na morte de duas

pessoas ocorridas em abril de 2018, na Arena de Futebol, conhecida como “Campo

do Chuveirinho”, no Bairro do Coqueiro, Região Metropolitana de Belém. Dentre

as vítimas, havia um Sub-Tenente da Reserva da Polícia Militar do Estado do

Pará.

“Informo a

todos que em menos de 48h a força-tarefa dos órgãos de segurança do Estado

prendeu o mandante do triplo homicídio ocorrido no último domingo (5), no

bairro da Cabanagem. O suspeito foi preso em Goiânia. Agradeço o apoio da

Polícia Civil de Goiás que nos ajudou na missão”, escreveu Helder Barbalho, no

Twitter.

“Todos os

outros envolvidos já foram identificados e é questão de tempo às prisões.

Reitero o compromisso, em meu governo, dos órgãos de segurança pública, em

garantir paz para a população. Não vamos permitir que a violência vença no

Estado”, concluiu o governador, na postagem.

ELUCIDAÇÃO

DO CRIME.

Em

entrevista coletiva realizada na última segunda-feira (6), o delegado-geral

Alberto Teixeira explicou que o triplo homicídio foi uma execução, embora a

identificação do alvo ainda não tenha sido divulgado.

Segundo o

delegado-geral, no domingo por volta das 16 horas, dois criminosos, em uma

motocicleta de cor preta, chegaram no estabelecimento onde se encontravam

quatro pessoas: o Sargento da Polícia Militar, a esposa dele, o sogro e o amigo

do sargento.

“Na ocasião

a dupla desceu da moto efetuando vários disparos de arma de fogo contra as

vítimas, atingindo as quatro pessoas que ali estavam. Três pessoas foram

atingidas fatalmente: o sargento da PM, o amigo e o sogro do

sargento”,enfatizou o delegado-geral.

Segundo o

delegado-geral, no momento em que aconteceu o crime,a Polícia Militar se fez

presente no local, tomando o controle da situação, e, em ato contínuo, a

Polícia Civil, também esteve no local, visando realizar os primeiros

levantamentos do caso e subsidiar as investigações do crime.

Your browser doesn't support HTML5 video.

Your browser doesn't support HTML5 video.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS