Elas cuidam do lar, comandam empreendimentos e fazem parte dos 500 expositores que participam da Feira do Artesanato Mundial (FAM) e da Feira Estadual do Artesanato (Fesarte), que acontece até este domingo (10), no Hangar, em Belém.

Atualmente, diversas associações e organizações do segmento apresentam lideranças femininas. Apenas no Pará, 5.130 artesãos fazem parte do Programa do Artesanato Brasileiro, no qual, 76% (3.906) são mulheres.

Atividade é responsável por injetar R$50 milhões na economia.

Divulgação

De acordo com Hilda Alves, Diretora Executiva da FAM, o artesanato é uma oportunidade da renovação feminina.  “O artesanato é uma forma de empoderamento da mulher, que oferece um papel de transformação e de mudanças familiar e da tradição, com isso, inúmeras mulheres passam a assumir seu papel de importância na economia, no empreendedorismo e na erradicação da desigualdade e pobreza”, ressalta Alves.

Para o diretor de Qualificação Profissional e Empreendedorismo da Seaster, José Raimundo Portilho, a Fesarte é uma importante estratégia do Governo do Estado para promover a geração de trabalho e renda para as famílias. “A feira é um espaço de debate e valorização do segmento, uma oportunidade de divulgação para os artesãos que fazem da sua produção, a base de renda familiar. É um ambiente de articulação, de troca e da escoação da produção”, explica.

Serviço: Feira do Artesanato Mundial

Quando: Até o dia 10 de novembro

Horário: De 13h às 22h

Observação: a entrada franca é apenas de 13h às 15h

Ingresso custa R$ 10,00 (inteira) / R$ 5 (meia-entrada para estudantes)

Para servidor público basta apresentar o contracheque juntamente com o documento com foto

Local: Hangar Centro de Convenções e Feira da Amazônia

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS