A comida não

serve só para alimentar o corpo. Os alimentos afetam a capacidade do cérebro de

se manter ativo, pois exige certos nutrientes para permanecer mentalmente

focado e alerta.

Ao sentir

mais sono durante o dia ou passar a beber mais café do que o normal, é comum

pensar que a culpa é do clima mais frio ou chuvoso, ou achar que é preciso

dormir mais.

Mas, muitas

vezes, o problema está nos hábitos alimentares, afirma Liora Bels, especialista

em bem-estar do Freeletics, aplicativo líder em em fitness e estilo de vida com

uso de inteligência artificial.

Por isso,

Liora apresenta oito alimentos energizantes e explica como eles, com maior

eficiência dos nutrientes, afastam a sensação de cansaço:

1. Abacate

Além de ser

versátil, podendo ser usado em receitas doces ou salgadas, o abacate também é

extremamente energético. Apesar de ser bastante calórico, tem um alto teor de

gordura saudável, incluindo ácidos graxos ômega 3 e ômega 6, que combatem o

colesterol ruim, aumentam o fluxo sanguíneo para o cérebro e ajudam o corpo a

absorver outros nutrientes. “Além disso, o abacate têm mais proteína do que a

maioria das frutas. Como o corpo precisa de carboidratos, gorduras e proteínas

para uma energia sustentável, é essa combinação de nutrientes que faz do

abacate uma bomba energética”, explica.

2. Maçãs

As maçãs são

um lanche prático e super energético. “Elas também são ricas em frutose, o

açúcar predominante encontrado nas frutas, que é a fonte preferida de energia

do corpo”, elenca. Ainda que comer uma maçã não dê o impulso inicial

normalmente fornecido por uma xícara de café, a fruta vai fornecer uma

quantidade constante de energia para o cérebro e corpo por mais tempo.

3. Grãos

germinados

Os grãos

germinados são grãos integrais, como aveia ou trigo sarraceno, que foram

encharcados e deixados germinar. Ao contrário de açúcares simples, grãos

integrais são uma forma de carboidrato que o corpo quebra lentamente para

converter em energia, fornecendo assim uma fonte constante, em vez de um pico

seguido de uma queda que traz o sono e o cansaço. “Já o processo de germinação

torna mais fácil para o corpo absorver os nutrientes necessários, fazendo com

que as vitaminas B, vitamina C e o ácido fólico sejam mais facilmente

acessíveis ao organismo”, explica a especialista do Freeletics.

4. Macadâmia

A macadâmia

– e a maioria das nozes e sementes – são alguns dos melhores lanches quando o

assunto é vencer o cansaço e combater a fome. Com 160 a 200 calorias em um

punhadinho, as macadâmias são uma fonte concentrada de energia, contendo todos

os macronutrientes principais, tais como proteínas, carboidratos, gorduras

boas, etc. Lembre-se que, apesar de serem saudáveis, as nozes também são uma

bomba calórica e, portanto, devem ser comidas com moderação.

5. Mirtilos

Além de

deliciosos, os mirtilos são muito energizantes e podem até elevar a função

cerebral. As frutinhas são uma ótima fonte de manganês, um elemento químico

freqüentemente encontrado em minerais combinados com ferro, que desempenham um

papel importante na assistência a determinadas atividades metabólicas no corpo

– sendo uma delas a conversão de carboidratos e gorduras em energia.

6. Matcha

Não é só

mais um alimento da moda, também é super energético. “Enquanto uma xícara de

chá verde extrai apenas alguns dos benefícios nutricionais disponíveis, o

matcha é feito à partir de folhas de chá inteiras que foram moídas em um pó

verde fino, contendo assim, todos os minerais poderosos, antioxidantes e

aminoácidos encontrados dentro da própria folha”. Ao comparar com o café, a

cafeína no matcha é absorvida bem mais devagar, dando um impulso de energia

sustentado e não apenas um pico. É a combinação de cafeína e l-teanina, um

aminoácido raro, que resulta em efeitos como o aumento da concentração e da

atenção.

7. Macarrão

Shirataki

Massas são

uma delícia, mas trazem uma sensação de fadiga logo depois de serem consumidas.

Uma alternativa, neste caso é o macarrão Shirataki, feito à partir de

glucomanano, uma fibra que vem da raiz da planta de konjac que cresce no Japão.

“O macarrão tipicamente asiático tem baixo teor de carboidratos, composto por

97% de água, evitando o tradicional sono após almoçar um prato de macarrão”.

8. Couve

A couve é

uma das fontes de nutrientes mais ricas da terra, repleta de vitaminas e

minerais essenciais de que cérebro precisa. Trata-se de uma fonte vegetal de

ferro, cujos baixos níveis no corpo podem levar à exaustão e à sensação de

cansaço. “Para aumentar a absorção de ferro, é ideal consumir a couve

juntamente com uma fonte de vitamina C, como o suco de limão, por exemplo. Eles

podem combinar em um suco verde, ou em um pesto de couve para temperar diversos

pratos”.

Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS