Quando os sinos da Basílica Santuário de Nazaré badalaram, na manhã de ontem (20), as crianças - muitas delas vestidas como anjos de Nossa Senhora de Nazaré-, saíram pelas ruas do entorno da Praça Santuário em mais uma edição da Romaria das Crianças. A procissão é a 9ª a integrar a programação oficial da quadra nazarena e, segundo estimativa da Diretoria da Festa, levou 250 mil pessoas à avenida Nazaré.

Batizada com o nome da santa homenageada, a pequena Maria de Nazaré, 6 anos, participou da romaria, também pelo sexto ano, como forma de agradecimento pelo seu nascimento. Com o vestido branco, coroa na cabeça e asas de papel crepom presas às costas, a menina era um dos muitos pequenos devotos vestidos de anjos vistos pelo percurso da procissão.

Mauro Ângelo

“Levei 10 anos para conseguir engravidar e a gravidez dela foi muito difícil. Então, desde que ela nasceu, nós a trazemos no Círio das Crianças para agradecer por essa bênção que ela é em nossas vidas”, disse, emocionada, a técnica em enfermagem e mãe de Maria de Nazaré, Bia Venanço, 38 anos. “O que a gente pede é que ela tenha sempre bastante saúde”, complementou o operador e pai da criança, Nazareno Barata, 63 anos.

Ao longo da procissão que percorre um trajeto de 3,7 km, com ponto de saída e chegada na Praça Santuário de Nazaré, muitas eram as manifestações de agradecimento das famílias pela saúde dos filhos. Também com a filha vestida de anjo, a universitária Crislaine Correia, 22 anos, conta que a pequena Ana Sophia, 3 anos, já esperava pelo momento de colocar as asas de anjo. “Ela adora se vestir de anjo. A gente vem agradecer pela saúde dela”.

Já a família do pequeno Benício Cardoso, 3 anos, resolveu agradecer de uma maneira diferente. Na parte da frente do carrinho que levava a criança, uma berlinda com a imagem de Maria foi instalada.

Crislaine e Ana Sophia Mauro Ângelo

Nazareno, Maria de Nazaré e Bia Mauro Ângelo

AGRADECIMENTO

“Todo ano nós colocamos a berlinda para agradecer o dom da vida, por devoção a Nossa Senhora mesmo”, contou a dona de casa e mãe de Benício, Alcinéia Nunes, 35 anos. “Ele é o meu único filho. Eu não podia engravidar e, de repente, eu me vi grávida dele. Foi uma bênção nas nossas vidas e, desde a barriga, ele vem para a Romaria das Crianças”.

Repetindo o gesto de devoção de Alcinéia, a enfermeira Adriane Costa, 35 anos, também participou da romaria grávida. Gestante da primeira filha, a enfermeira foi à procissão com uma imagem de Nossa Senhora do Bom Parto nas mãos para pedir proteção.

“Eu e a minha família sempre participamos da Romaria das Crianças, independentemente de ter filhos ou não, mas este ano é especial porque estou esperando a minha própria criança”, afirmou, também emocionada. “A previsão é de que ela nasça em novembro, então vim pedir a bênção de Nossa Senhora”.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS