Damares Alves, ministra da Família, Mulher e Direitos

Humanos, foi alvo de protestos na 14ª Conferência Regional sobre a Mulher da

América Latina e Caribe, que ocorre no Chile. Um grupo se levantou e ficou de

costas para ela.

Damares discursava sobre o combate

à violência contra a mulher no Brasil, quando parte da plateia

deu as costas. A ministra não interrompeu a fala e continuou o discurso. O caso

ocorreu na noite dessa quarta-feira (29/01/2020).

A conferência é realizada na sede da Comissão Econômica para a

América Latina e o Caribe (CEPAL), em Santiago. Esse é o principal fórum

intergovernamental sobre os direitos das mulheres e a igualdade

de gênero na região.

A conferência ocorre desde 1977 e busca apresentar políticas

públicas. Nem Damares nem o ministério comentaram o protesto.Damares Alves foi ignorada pela sociedade civil presente na XIV Conferência Regional da Mulher da América Latina e Caribe há pouco, na sede da ONU, no Chile.Sociedade civil ouviu de costas enquanto a ministra defendia sua medieval política de abstinência sexual. pic.twitter.com/yNcUZ54ceA— Sâmia Bomfim (@samiabomfim) January 30, 2020

Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS