O trecho da

avenida Bernardo Sayão, que liga o centro histórico da cidade à Universidade

Federal do Pará, está em obras há três meses e os transtornos que elas vêm

causando põe em risco a

saúde de quem se aproxima.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS