Não vai

faltar gana!”. Essa foi a principal frase deixada pelo novo técnico do Clube do

Remo, Mazola Júnior, para o seu novo projeto profissional sob a cor

azul-marinho. O treinador irá começar no Leão o seu primeiro trabalho em 2020,

após uma temporada passada recheada de insucessos e frustração. O desafio não

será pequeno, visto que, além das adversidades naturais em campo, o comandante

ainda terá de passar por cima das desconfianças do passado criadas com a

torcida azulina.Lesão na coxa tira atacante remista de jogo contra o Carajás Dessa maneira, mesmo com moral, Mazola precisará encarnar um

papel similar ao da personagem fictícia Arlequina, da DC, em busca de sua

“Emancipação Fantabulosa”, título do filme protagonizado pela personagem dos

quadrinhos adaptado ao cinema, algo que, no geral, trata da busca dos seus

respectivos valores.

No filme, a

protagonista tenta superar o seu antigo romance, no caso com o Coringa, ao

mesmo tempo em que tenta, também, desassociá-lo da sua imagem e provar sua

qualidade. No caso do professor azulino, a situação não é diferente. Embora

tenha passado seis anos longe da capital paraense, Mazola ainda é visto de

maneira ressabiada justamente pela sua identificação com o arquirrival remista,

situação que o próprio tratou de desvincular em sua coletiva de apresentação,

com um discurso de profissionalismo e novas ambições.

Para isso,

Mazola Júnior quer conquistar algo que não conseguiu em suas passagens pelo

outro lado da Almirante Barroso em 2014, que é um título, apesar do acesso à

Série B. Assim, no mesmo traço da película, quando Arlequina recruta algumas

super-heroínas para combater um vilão e resgatar Gotham City, o técnico azulino

já separou algumas de suas peças para a montagem da onzena titular com o

objetivo de reacender junto com o Leão Azul.

Além de

Eduardo Ramos, que será aproveitado caso esteja 100% fisicamente, e de Djalma,

Nininho será um dos atletas a ganhar espaço. O ala-direito já trabalhou com

Mazola na época de Sport-PE, em 2011. Para o lateral, a vinda do técnico

deixará o grupo mais vivo em busca das metas. “Apesar de fazer bastante tempo,

lembro dele na época do Sport, onde trabalhei com ele na base. Ele é essa

pessoa aí, com trabalho intenso e dinâmico para que possam dar o máximo nas

partidas. Do jeito que ele vem trabalhando, vamos chegar mais rápido nos

objetivos”, destacou Nininho.

Técnico chegou com discurso forte e quer conquistar o Fenômeno Azul Foto: Wagner Almeida/ Diário do Pará

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS