Acabou o clima de festa pelos lados do Baenão. Bom, pelo menos no que diz respeito aos jogadores do Clube do Remo, hoje foi uma quarta-feira com ares de segunda – volta ao batente e compromissos com a rotina. Às 16h, o elenco azulino se reapresentou no gramado do estádio Evandro Almeida para iniciar os trabalhos visando o jogo de domingo, em Ribeirão Preto, diante do Botafogo-SP. O meia Eduardo Ramos, muito celebrado pela torcida, que levou cartazes e faixas pedindo a permanência do jogador, não participou da atividade. Após a parte física, o atleta apenas acompanhou a atividade ao lado do gramado.

Veja a matéria:

O trabalho foi leve – após uma atividade física de regeneração, o técnico Cacaio comandou trabalho de dois toques com os jogadores. Nada ainda que dê para definir as mudanças que devem ser processadas no time para o próximo jogo, onde o técnico não poderá contar com Eduardo Ramos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Levy, que cumpre suspensão automática após expulsão no jogo de volta contra o Operário.

O trabalho mais pesado deve ocorrer nesta quinta-feira, quando estão programadas atividades nos dois períodos, com possivelmente um treino coletivo pelo horário da tarde. Serão os últimos treinamentos antes da viagem para São Paulo, agendada para meia-noite e meia de quinta para sexta-feira.

Com chegada prevista para 5h30 de sexta-feira no aeroporto de Guarulhos, o Remo deve realizar treinamento no CT do Palmeiras na tarde de sexta-feira. Sábado pela manhã, o time treina novamente no CT do Verdão antes de viajar, de tarde, para Ribeirão Preto e entrar em regime de concentração para o jogo.

(Taion Almeida/Diário do Pará)

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS