A separação entre Joelma e Chimbinha ganhou mais um capítulo dramático. Depois de ser hostilizado em show no Piauí, no domingo passado (3), quando foi vaiado e atingido por objetos lançados pela plateia, o guitarrista da Banda Calypso afirmou que assim como na sexta-feira (9), não comparecerá aos shows em Goiás e Brasília nos dias 10 e 11 de outubro. Quem vai substitui-lo é o guitarrista pernambucano Ian Marinho.

O músico paraense justificou a ausência por temer por sua integridade física. “Não vou colocar em risco a vida de quem me acompanha há muitos anos, seja ele músico, road, motorista, produtor, figurinista, um fã e até mesmo minha ex-esposa. A situação em Teresina poderia ter tido um final trágico e eu não quero isso nem pro [sic] meu pior inimigo, quanto mais para pessoas que eu respeito. Quem quiser brincar com esta situação que brinque, mas quem me conhece sabe do meu profissionalismo e responsabilidade; não farei isso”, afirmou, em nota divulgada pela assessoria de imprensa.

Baixas

Segundo Chimbinha, o baterista da banda, conhecido por Juquinha, foi atingido por um objeto no olho e anunciou a saída da banda depois de uma parceria de quase 12 anos. O músico não foi o único a abandonar o Calypso no auge da crise pessoal entre Joelma e Chimbinha. Na última terça-feira (6), o empresário do grupo, Claudio Mello, pediu demissão do cargo.

(DOL)

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS