Em conversa com a apresentadora Oprah

Winfrey, Lady Gaga revelou ter desenvolvido estresse pós-traumático por ter

sido estuprada aos 19 anos. Hoje, aos 33, a cantora nova-iorquina explicou que

não fez acompanhamento médico com um psicólogo ou psiquiatra para lidar com o

abuso - que, segundo ela, foi cometido por alguém que conhecia.Lady Gaga cancela show por problema de saúde: 'Fraca e doente demais'

"Fui estuprada repetidamente quando

tinha 19 anos de idade. Eu desenvolvi estresse pós-traumático como resultado

destes estupros e por não ter lidado com o trauma", contou Gaga.

"De

repente, eu me tornei uma estrela e estava viajando o mundo. Ia de um quarto de

hotel para uma limusine, e da limusine para o palco. Eu nunca lidei com o

trauma, e de repente comecei a sentir uma dor intensa e inacreditável que se

espalhava por todo o meu corpo, e que se parecia muito com o que senti quando

fui estuprada", completou a cantora.

Lady

Gaga sofre de fibromialgia, síndrome que se manifesta com dores musculares por

todo o corpo. A vencedora do Oscar pela música "Shallow" acredita que

a doença pode ter relação direta com o trauma causado pelo abuso que sofreu.

Ela disse que estava com dores que iam "da cabeça aos dedos dos pés"

enquanto conversava com Oprah, por exemplo.

"Eu

descobri que a fibromialgia pode ser tratada com terapia para saúde mental.

Saúde mental é uma condição médica e deveria ser tratada como uma condição

médica. Não é algo que devemos ignorar", explicou. Gaga e Oprah

conversaram sobre saúde mental por cerca de uma hora. No fim, a apresentadora

perguntou quando os fãs podiam esperar um novo álbum da cantora. "Nós

estamos aqui conversando sobre autocuidado, mas eu ainda vou fazer música, não

se preocupem", respondeu Gaga.Vídeo: Lady Gaga surpreende fã e encanta a web

Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS