A Band comprou os direitos

de transmissão da série "Orange Is The New Black". A ideia da

emissora é exibir a história das gangues em cadeias femininas ainda no primeiro

semestre. O horário ainda não está definido.

Esta será a primeira

produção da Netflix a ser veiculada em uma TV aberta no país.

"Orange Is The New

Black" se passa entre 2013 e 2019 e possui sete temporadas. A narrativa

acontece numa cadeia feminina americana. As personagens são líderes de gangues

formadas dentro da prisão e resolvem conflitos dos mais diferentes naquele

ambiente.

Uma das detentas, antes de

ir para a prisão, levava uma vida de luxo. Porém, depois de se envolver com um

crime de tráfico de drogas, tem de passar 15 meses trancafiada com outras

mulheres perigosas.

"Orange Is the New

Black", que estreou há seis anos, sempre teve a ambição de revolucionar o

jeito como se faz e como se assiste a uma série de TV. Com base numa história

real, contava o drama de Piper Chapman (Taylor Schilling), uma mulher branca,

de 30 e poucos anos, classe média alta, que vai parar num presídio por um crime

bobo que cometera dez anos antes.

Ela entra na prisão de

Litchfield e junto leva o espectador para um mundo de mulheres que raramente

estão no centro da narrativa –negras, imigrantes, latinas, transexuais, pobres,

velhas, gordas, viciadas, doentes mentais etc.

Foto: Divulgação

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS