O cinema

promete estreias imperdíveis em 2020, e o quesito super-heroínas está

inspirado. A Mulher-Maravilha na versão da atriz Gal Gadot volta às telas com

uma história que se passa nos anos 1980.

O primeiro

filme da franquia, lançado no ano passado, arrecadou US$ 412,5 milhões (R$ 1,5

bilhão) só no mercado americano e se transformou no campeão de bilheteria entre

títulos dirigidos por uma mulher, no caso, Patty Jenkins.

E se

"Esquadrão Suicida" (2016) foi um fracasso, a personagem Arlequina

(Margot Robbie) se desvencilhou desse problema e terá o seu próprio filme.

"Aves de Rapina" será um totalmente feminino. Nele, a vilã se une e

outras poderosas e se torna heroína após curar um coração partido.

Outra

personagem que ganhou asas é a Viúva Negra (Scarlett Johansson), que saiu do

universo masculino de "Vingadores". Pelo trailer já divulgado o filme

promete mostrar a infância da heroína e os dilemas que sofreu antes de se

tornar a famosa Viúva Negra.

Outra

heroína aparece em tempos de live-action a exemplo de "Aladdin",

"O Rei Leão" e "Mogli" (2018). A primeira versão real de

Mulan será interpretada pela atriz Liu Yifei. O ator chinês Tzi Ma faz parte do

elenco e conta que o filme será totalmente diferente da animação de 1998.

"Não será uma refilmagem da animação, o que pode ser, talvez, frustrante

para os fãs do desenho clássico", disse o ator em entrevista ao site

americano Digital Spy.

Mas tem

espaço para os homens também, já que "Pantera Negra" (2018) foi o

primeiro filme de super-herói a ser indicado ao Oscar e estremeceu as

bilheterias do cinema arrecadando mais de US$ 1,3 bilhões (cerca de R$ 5,2

bilhões) em todo o mundo. A segunda parte da história que se passa em Wakanda chega

às telas em maio.

Voltando às

animações, o ano terá o primeiro filme do personagem de videogame Sonic. Quase

o filme não sai. É que os fãs do game entraram em pânico em maio deste ano,

quando foram divulgadas as primeiras imagens do filme. O diretor Jeff Fowler

foi duramente criticado pela internet e acatou o pedido de seus seguidores. O

longa foi adiado para dar tempo de reformular o rosto do personagem.

Quem é fã de

"Divertidamente", da Pixar, ficará ansioso por "Soul". Se o

primeiro longa explorou as emoções de uma menininha enquanto enfrentava os

primeiros desafios da vida, "Soul" vai entrar na alma dos adultos que

passam por problemas.

Em 2020,

clássicos do cinema popular que muita gente já tinha esquecido voltam às telas.

O terceiro "Legalmente Loira", com Reese Witherspoon, volta 19 anos

depois do primeiro filme.Também vai

estrear o terceiro filme da franquia de "Bad Boys", com o ator Martin

Lawrence como Marcus Burnett e Will Smith como Mike Lowrey. A dupla aparece em

"Bad Boys for Life" considerando mudar de vida e partindo em suas

últimas missões.

Se há atores

envelhecendo nos mesmos personagens, Daniel Craig já deu a certeza de que essa

será a sua última vez no papel de James Bond. "Sem Tempo para Morrer"

estreia em abril e a grande dúvida é se o fim do filme anunciará um novo ou uma

nova agente da 007.A segunda

parte do suspense "Um Lugar Silencioso" também já foi prometido para

maio.

Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS